Quais são as tendências de SEO? 

“Não apenas para 2018, 2019 ou no ano seguinte, mas quais são seus preconceitos.”

Pesquisas por voz e assistentes digitais

Nós temos repetido isto para os quatro ventos durante meses e meses; o anão cresceu e, entre ter que escrever como um modo de interação e perguntar aos nossos dispositivos ou falar com eles, fica claro que o segundo é mais simples. Isso permite que os assistentes digitais como Siri, Google Asistant ou Cortana ganhem um novo ar e devem se tornar mais e mais compreensivos com nossos respectivos idiomas e sotaques.

Se no presente de cada 5 buscas e uma é por voz, tempos complexos chegam a equilibrar a equação no meio e no final, tudo será áudio, voz, questões naturais, longas e com risco de erros ortográficos. Preparar-se para isso geralmente não é fácil e o primeiro passo é tornar-se consciente de sua existência, então aprender a pensar como uma pessoa normal, em sua dicção, a intenção da voz e em linguagem simples. Algoritmos estão se tornando mais inteligentes e eles aprendem sobre os usuários e o que eles querem.

Link building

Realmente ainda existe alguém que olha para isso? Eu uso um link de referência mais para a velocidade de indexação ou para exibir informações relevantes ou complementares entre os meus diferentes espaços de publicação e artigo, de modo a manter a coerência. De lá para sair para pedir alguém para me encaminhar, não, está além da minha compreensão, por isso não “posiciona” de maneira boa o conteúdo produzido naquele momento. A longo prazo haverá tremores e o bem sairá. Pirâmides ou modelos de links, mais ou menos, que outros usam e fabricam truques, a web é dinâmica demais para se preocupar com tráfegos de influências que logo se tornarão obsoletos.

Quem faz e dá certo, parabéns, ninguém é eterno ou qualquer coisa acaba sendo perene, exceto qualidade e excelência.

Experiência do usuário

Se isso for consistente, agradável e quiser continuar navegando, volte e repita, vencemos. Porque a médio e longo prazo é o que os motores de busca irão refletir. Monitora a velocidade dos tempos de carregamento, a permanência no site, a estrutura de navegação, etc.

Snippets em destaque e respostas rápidas

Listas, tabelas, gráficos, perguntas e respostas, uso de linguagem natural, tudo está no menu do dia nos buscadores. Como, o que, quando, onde, porque, etc. Painel de conhecimento. IA Siga a trilha.

Índice móvel

Há uma lista de resultados prioritários e é de dispositivos móveis. Estamos lá? De que maneira? Tudo tem a ver com o contexto, local, regional ou nacional, trabalhamos nisso?

Já adotamos o AMP? Por quê? Para velocidade de carregamento e melhoria na interação, por esse motivo, para se tornar mais competitivo. Também para realçar nas pesquisas para dispositivos móveis

Aumento na pesquisa visual

Tornou-se real agora, aqui e agora. já se perguntou Quando vamos tirar vantagem disso?

Dados estruturados

Eles não são um fator primário de classificação, mas organizam as coisas de uma maneira melhor, por que não tê-las a nosso favor?

Espero que este resumo das tendências de SEO no posicionamento na web seja benéfico para nossos leitores e amigos. Até logo.

Visite outros artigos em nosso blog.


Bruno Martins

Software Engineer Founder and Partner WHN HOST and Exclusive System Teacher

0 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *